Science.gov

Sample records for pequenos ruminantes caev

  1. Overview of herd and CAEV status in dwarf goats in South Tyrol, Italy.

    PubMed

    Gufler, H; Baumgartner, W

    2007-06-01

    The analysis of the electronic data processing proved that 323 dwarf goats older than 6 months from 165 farms were kept in 63 of the 116 communes of South Tyrol. The number of dwarf goats maintained ranged from 1 to 19 animals, the average farm size revealed to be of 2 dwarf goats/farm. 47 animals were aged between 6 months and 1 year (AG1), 97 were between 1 - 2 years of age (AG2) and 179 were aged older than 2 years (AG3). The mean age amounted to 3.8 years, the age limit being 10 years. 235 animals were female and 88 animals were male (sex ratio 2.7:1). 187 animals (57.9%) were born between November and April and 136 animals (42.1%) were born between May and October. 13 animals (4.0%) proved to possess antibodies against CAEV in a serological examination performed with ELISA. The herd seroprevalence was 6.1% (10 positive farms). The seropositivity did not vary significantly in the different age groups (AG1: 4.3%; AG2: 4.1%; AG3: 3.9%). The seroprevalence of animals born outdoors between November and April (5.9%) did not differ significantly from those born indoors between May and October (1.5%). The seroprevalence of the female animals (3.4%) did not vary significantly from that of the male goats (5.7%). The low seroprevalence ascertained in the dwarf goats in South Tyrol is due to the non-existing milk production, the marginal contact among each other as well as the sparse animal trade. This study should prompt adequate means of control to be established, so that the introduction of positive animals can be prevented. An eradication programme would be advisable, due to the low disease prevalence and its chances to be successfully implemented.

  2. Telescópio de pequeno porte como suporte ao ensino em cidades com intensa poluição luminosa II

    NASA Astrophysics Data System (ADS)

    Pereira, P. C. R.; Santos-Júnior, J. M.; Cruz, W. S.

    2003-08-01

    como os respectivos períodos encontrados (1h20min e 4h48min). No caso do FO Aqr, ficou evidente, também, a modulação decorrente da rotação da anã branca receptora (21min). O erro estimado é de 0,01 magnitude. Propomos uma maior utilização de telescópios de pequeno porte, como suporte ao ensino (médio e superior) em cidades com poluição luminosa. Escolas e Planetários seriam ambientes propícios para a localização do telescópio. Os critérios adotados na escolha dos objetos e o método observacional empregado são também apresentados.

  3. Espectroscopia integrada de cumulos abiertos galacticos de pequeno diametro angular

    NASA Astrophysics Data System (ADS)

    Oddone, M. A.; Palma, T.; Clariá, J. J.; Ahumada, A. V.

    The present work is part of an ongoing project of integrated spectroscopic observations of Galactic open clusters (OCs) of the southern hemisphere. We here present preliminary results (basically reddening and age) for five small angular diameter OCs projected in the third and fourth Galactic quadrants. The spectra were obtained with the ``Jorge Sahade'' 2.15 m telescope at the Complejo Astronomico El Leoncito (CASLEO); using the REOSC spectrograph in the simple dispersion mode. These spectra will be used to improve the actual available libraries of solar metallicity template spectra. FULL TEXT IN SPANISH

  4. Computadoras y ninos pequenos (Computers and Young Children). ERIC Digest.

    ERIC Educational Resources Information Center

    Haugland, Susan W.

    Whether we use technology with young children--and if so, how--are critical issues facing early childhood educators and parents. This Spanish-language digest points out that many researchers do not recommend that children under 3 years old use computers. The digest also notes that many educators use computers with young children in ways that are…

  5. [Dynamic study of small metallic clusters]; Estudio Dinamico de Pequenos Agregados Metalicos

    SciTech Connect

    Lopez, M.J.; Jellinek, J.

    1995-12-31

    We present a brief introduction to computer simulation techniques (particularly to classical molecular dynamics) and their application to the study of the thermodynamic properties of a material system. The basic concepts are illustrated in the study of structural and energetic properties such as the liquid-solid transition and the fragmentation of small clusters of nickel. [Espanol] Presentamos una breve introducci{acute o}n de las t{acute e}cnicas de simulaci{acute o}n por ordenador (en particular de la Din{acute a}mica Molecular cl{acute a}sica) y de su aplicaci{acute o}n al estudio de las propiedades termodin{acute a}micas de un sistema material. Los conceptos b{acute a}sicos se ilustran en el estudio de las propieades estructurales y energ{acute e}ticas, as{acute i} como de la transici{acute o}n de fase s{acute o}lido-l{acute i}quido y de las fragmentaciones de peque{tilde n}os agregados de n{acute i}quel.

  6. Small Engine Repair Modules (Workbook) = Reparacion de Motores Pequenos (Guia de Trabajo)

    ERIC Educational Resources Information Center

    New York State Dept. of Correctional Services, Albany.

    This package contains an English-Language set of task procedure sheets dealing with small-engine repair and a Spanish translation of the same material. Addressed in the individual sections of the manual are the following aspects of engine tune-up, reconditioning, and troubleshooting: servicing air cleaners; cleaning gas tanks, fuel lines, and fuel…

  7. El estres y los ninos pequenos (Stress and Young Children). ERIC Digest.

    ERIC Educational Resources Information Center

    Jewett, Jan; Peterson, Karen

    Traditionally, stress has been defined in terms of its source (internal, such as hunger, pain, sensitivity to noise and external, such as separation from family, change in family composition, exposure to conflict or violence). Although the research literature tends to focus on the impact of single-variable stressors on children's development, in…

  8. Pequeno glosario del nuevo lenguaje politico-social (A Concise Dictionary of New Sociopolitical Terms).

    ERIC Educational Resources Information Center

    Bradley, D.

    1980-01-01

    Lists terms from current sociopolitical language, continuing from an earlier issue of "Yelmo" and covering the second half of the alphabet, "J" to "X". Provides definitions and context quotations for all items, and in some cases, notes on their historical origin. Includes borrowings from English and from some regional languages of Spain. (MES)

  9. Capitalizando en los cursos pequenos (Capitalizing on Small Class Size). ERIC Digest.

    ERIC Educational Resources Information Center

    O'Connell, Jessica; Smith, Stuart C.

    This digest in Spanish examines school districts' efforts to reap the greatest benefit from smaller classes. Although the report discusses teaching strategies that are most effective in small classes, research has shown that teachers do not significantly change their teaching practices when they move from larger to smaller classes. Although…

  10. Sistemas Eolicos Pequenos para Generacion de Electricidad; Una guia para consumidores en los EE.UU.

    SciTech Connect

    Not Available

    2007-09-01

    This Spanish version of the popular Small Wind Electric Systems: A U.S. Consumer's Guide provides consumers with information to help them determine whether a small wind electric system can provide all or a portion of the energy they need for their home or business based on their wind resource, energy needs, and economics. Topics include how to make a home more energy efficient, how to choose the correct turbine size, the parts of a wind electric system, how to determine whether enough wind resource exists, how to choose the best site for a turbine, how to connect a system to the utility grid, and whether it's possible to become independent of the utility grid using wind energy. In addition, the cover of the guide contains a list of contacts for more information.

  11. Sistemas Eolicos Pequenos para Generacion de Electricidad: Una guia para consumidores en Nuevo Mexico

    SciTech Connect

    Not Available

    2007-09-01

    This Spanish version of the popular Small Wind Electric Systems: A New Mexico Consumer's Guide provides consumers with information to help them determine whether a small wind electric system can provide all or a portion of the energy they need for their home or business based on their wind resource, energy needs, and economics. Topics include how to make a home more energy efficient, how to choose the correct turbine size, the parts of a wind electric system, how to determine whether enough wind resource exists, how to choose the best site for a turbine, how to connect a system to the utility grid, and whether it's possible to become independent of the utility grid using wind energy. In addition, the cover of the guide contains a list of contacts for more information.

  12. Molecular characterization of the gag gene of caprine arthritis encephalitis virus from goats in the Philippines.

    PubMed

    Padiernos, Ryan Bismark C; Balbin, Michelle M; Parayao, Arman M; Mingala, Claro N

    2015-04-01

    Caprine arthritis encephalitis virus (CAEV) causes caprine arthritis encephalitis syndrome, which is an emerging disease of goats in the Philippines. DNA sequence analysis showed homology of 86-93 % between Philippine CAEV and available CAEV sequences in GenBank. CAEV was detected using nested polymerase chain reaction (PCR), and new sets of primers were designed in order to amplify the gag gene, which is a highly conserved region of the viral genome. In addition, the Philippine CAEV isolate clustered in group B with the prototype caprine lentivirus. Based on amino acid sequence alignments, it is possible that the Philippine CAEV isolate is a new strain of CAEV, but it is also possible that it was already present in the country even before the start of goat importation. Molecular characterization of the CAEV gag gene is important for the development of a detection kit specific for the local strain of CAEV and the establishment of small ruminant lentivirus eradication programs in the Philippines. This study is the first report to describe the molecular characteristics of CAEV circulating in the Philippines.

  13. Analysis of binding of a technetium-99m-labeled monoclonal antibody to lentivirus-infected cells

    SciTech Connect

    Papageorges, M.; Gavin, P.R.; Adams, D.S.; Cheevers, W.P.; Barbee, D.D.; Sande, R.D. )

    1990-11-01

    Caprine arthritis-encephalitis (CAE) is a model for the study of lentiviral infections. The authors' hypothesis is that radioimmunodetection has the potential to detect lentiviral proteins at the surface of infected cells. A monoclonal antibody (CAEV92A1) specific for a CAE virus (CAEV)-associated glycoprotein and a control antibody were radiolabeled with technetium-99m ({sup 99m}Tc) using the pretinning method. Cell binding assays were used to evaluate immunoreactivity and binding properties of {sup 99m}Tc-labeled antibodies to CAEV-infected cells. {sup 99m}Tc-CAEV92A1 bound preferentially to paraformaldehyde-fixed and live CAEV-infected cells. {sup 99m}Tc-CAEV92A1 did not appear to be shed rapidly from its binding site.

  14. Fundamentos para Asociados en Desarrollo Infantil quienes trabajan con Ninos Pequenos (Essentials for Child Development Associates Working with Young Children).

    ERIC Educational Resources Information Center

    Phillips, Carol Brunson, Ed.

    A study guide for the Child Development Associate (CDA) Professional Preparation Program, this Spanish-language guidebook contains essential information on the basics of good professional practice for early childhood educators. It includes self-study activities, checklists, and resources for additional information. Unit 1 provides an overview of…

  15. Sistemas Eolicos Pequenos para Generacion de Electridad (Spanish version of Small Wind Electric Systems: A U.S. Consumer's Guide)

    SciTech Connect

    Not Available

    2005-07-01

    This Spanish version of the popular Small Wind Electric Systems: A U.S. Consumer's Guide provides consumers with information to help them determine whether a small wind electric system can provide all or a portion of the energy they need for their home or business based on their wind resource, energy needs, and economics. Topics include how to make a home more energy efficient, how to choose the correct turbine size, the parts of a wind electric system, how to determine whether enough wind resource exists, how to choose the best site for a turbine, how to connect a system to the utility grid, and whether it's possible to become independent of the utility grid using wind energy. In addition, the cover of the guide contains a list of contacts for more information.

  16. El juego de aparentar y el desarrollo de los ninos pequenos (Pretend Play and Young Children's Development). ERIC Digest.

    ERIC Educational Resources Information Center

    Bergen, Doris

    Although pretend play has long been part of the early childhood curriculum, recent emphasis on accountability in education seems to have led to a decline in the general understanding of the contribution that high-quality play can make to children's cognitive development in the early years. This Spanish-language Digest defines the cluster of…

  17. Pequeno glosario del nuevo lenguaje politico-social (Segunda Parte) [A Small Glossary of the New Socio-Political Language (Part Two)].

    ERIC Educational Resources Information Center

    Bradley, D.

    1979-01-01

    Presents a list of 46 new socio-political terms in Spanish that are being used more frequently in literature today. Definitions of the terms are included as well as the sources where the terms were used. (NCR)

  18. Caprine arthritis encephalitis virus dysregulates the expression of cytokines in macrophages.

    PubMed Central

    Lechner, F; Machado, J; Bertoni, G; Seow, H F; Dobbelaere, D A; Peterhans, E

    1997-01-01

    Caprine arthritis encephalitis virus (CAEV) is a lentivirus of goats that leads to chronic mononuclear infiltration of various tissues, in particular, the radiocarpal joints. Cells of the monocyte/macrophage lineage are the major host cells of CAEV in vivo. We have shown that infection of cultured goat macrophages with CAEV results in an alteration of cytokine expression in vitro. Constitutive expression of interleukin 8 (IL-8) and monocyte chemoattractant protein 1 (MCP-1) was increased in infected macrophages, whereas transforming growth factor beta1 (TGF-beta1) mRNA was down-regulated. When macrophages were infected with a CAEV clone lacking the trans-acting nuclear regulatory gene tat, IL-8 and MCP-1 were also increased. No significant differences from cells infected with the wild-type clone were observed, suggesting that Tat is not required for the increased expression of IL-8 and MCP-1 in infected macrophages. Furthermore, infection with CAEV led to an altered pattern of cytokine expression in response to lipopolysaccharide (LPS), heat-killed Listeria monocytogenes plus gamma interferon, or fixed cells of Staphylococcus aureus Cowan I. In infected macrophages, tumor necrosis factor alpha, IL-1beta, IL-6, and IL-12 p40 mRNA expression was reduced in response to all stimuli tested whereas changes in expression of granulocyte-macrophage colony-stimulating factor depended on the stimulating agent. Electrophoretic mobility shift assays demonstrated that, in contrast to effects of human immunodeficiency virus infection of macrophages, CAEV infection had no effect on the level of constitutive nuclear factor-kappaB (NF-kappaB) activity or on the level of LPS-stimulated NF-kappaB activity, suggesting that NF-kappaB is not involved in altered regulation of cytokine expression in CAEV-infected cells. In contrast, activator protein 1 (AP-1) binding activity was decreased in infected macrophages. These data show that CAEV infection may result in a dysregulation of

  19. Fatal Caprine arthritis encephalitis virus-like infection in 4 Rocky Mountain goats (Oreamnos americanus).

    PubMed

    Patton, Kristin M; Bildfell, Robert J; Anderson, Mark L; Cebra, Christopher K; Valentine, Beth A

    2012-03-01

    Over a 3.5-year period, 4 Rocky Mountain goats (Oreamnos americanus), housed at a single facility, developed clinical disease attributed to infection by Caprine arthritis encephalitis virus (CAEV). Ages ranged from 1 to 10 years. Three of the goats, a 1-year-old female, a 2-year-old male, and a 5-year-old male, had been fed raw domestic goat milk from a single source that was later found to have CAEV on the premises. The fourth animal, a 10-year-old male, had not ingested domestic goat milk but had been housed with the other 3 Rocky Mountain goats. All 4 animals had clinical signs of pneumonia prior to death. At necropsy, findings in lungs included marked diffuse interstitial pneumonia characterized histologically by severe lymphoplasmacytic infiltrates with massive alveolar proteinosis, interstitial fibrosis, and type II pneumocyte hyperplasia. One animal also developed left-sided hemiparesis, and locally extensive lymphoplasmacytic myeloencephalitis was present in the cranial cervical spinal cord. Two animals had joint effusions, as well as severe lymphoplasmacytic and ulcerative synovitis. Immunohistochemical staining of fixed sections of lung tissue from all 4 goats, as well as spinal cord in 1 affected animal, and synovium from 2 affected animals were positive for CAEV antigen. Serology testing for anti-CAEV antibodies was positive in the 2 goats tested. The cases suggest that Rocky Mountain goats are susceptible to naturally occurring CAEV infection, that CAEV from domestic goats can be transmitted to this species through infected milk and by horizontal transmission, and that viral infection can result in clinically severe multisystemic disease. PMID:22379056

  20. Fatal Caprine arthritis encephalitis virus-like infection in 4 Rocky Mountain goats (Oreamnos americanus).

    PubMed

    Patton, Kristin M; Bildfell, Robert J; Anderson, Mark L; Cebra, Christopher K; Valentine, Beth A

    2012-03-01

    Over a 3.5-year period, 4 Rocky Mountain goats (Oreamnos americanus), housed at a single facility, developed clinical disease attributed to infection by Caprine arthritis encephalitis virus (CAEV). Ages ranged from 1 to 10 years. Three of the goats, a 1-year-old female, a 2-year-old male, and a 5-year-old male, had been fed raw domestic goat milk from a single source that was later found to have CAEV on the premises. The fourth animal, a 10-year-old male, had not ingested domestic goat milk but had been housed with the other 3 Rocky Mountain goats. All 4 animals had clinical signs of pneumonia prior to death. At necropsy, findings in lungs included marked diffuse interstitial pneumonia characterized histologically by severe lymphoplasmacytic infiltrates with massive alveolar proteinosis, interstitial fibrosis, and type II pneumocyte hyperplasia. One animal also developed left-sided hemiparesis, and locally extensive lymphoplasmacytic myeloencephalitis was present in the cranial cervical spinal cord. Two animals had joint effusions, as well as severe lymphoplasmacytic and ulcerative synovitis. Immunohistochemical staining of fixed sections of lung tissue from all 4 goats, as well as spinal cord in 1 affected animal, and synovium from 2 affected animals were positive for CAEV antigen. Serology testing for anti-CAEV antibodies was positive in the 2 goats tested. The cases suggest that Rocky Mountain goats are susceptible to naturally occurring CAEV infection, that CAEV from domestic goats can be transmitted to this species through infected milk and by horizontal transmission, and that viral infection can result in clinically severe multisystemic disease.

  1. Recombinant small ruminant lentivirus subtype B1 in goats and sheep of imported breeds in Mexico.

    PubMed

    Ramírez, H; Glaria, I; de Andrés, X; Martínez, H A; Hernández, M M; Reina, R; Iráizoz, E; Crespo, H; Berriatua, E; Vázquez, J; Amorena, B; de Andrés, D

    2011-10-01

    Nucleotide sequences of small ruminant lentiviruses (SRLVs) were determined in sheep and goats, including progeny of imported animals, on a farm in Mexico. On the basis of gag-pol, pol, env and LTR sequences, SRLVs were assigned to the B1 subgroup, which comprises caprine arthritis-encephalitis virus (CAEV)-like prototype sequences mainly from goats. In comparison with CAEV-like env sequences of American and French origin, two putative recombination events were identified within the V3-V4 and V4-V5 regions of the env gene of a full length SRLV sequence (FESC-752) derived from a goat on the farm.

  2. Activation/proliferation and apoptosis of bystander goat lymphocytes induced by a macrophage-tropic chimeric caprine arthritis encephalitis virus expressing SIV Nef

    SciTech Connect

    Bouzar, Baya Amel; Rea, Angela; Hoc-Villet, Stephanie; Garnier, Celine; Guiguen, Francois; Jin Yuhuai; Narayan, Opendra; Chebloune, Yahia . E-mail: ychebloune@kumc.edu

    2007-08-01

    Caprine arthritis encephalitis virus (CAEV) is the natural lentivirus of goats, well known for its tropism for macrophages and its inability to cause infection in lymphocytes. The viral genome lacks nef, tat, vpu and vpx coding sequences. To test the hypothesis that when nef is expressed by the viral genome, the virus became toxic for lymphocytes during replication in macrophages, we inserted the SIVsmm PBj14 nef coding sequences into the genome of CAEV thereby generating CAEV-nef. This recombinant virus is not infectious for lymphocytes but is fully replication competent in goat macrophages in which it constitutively expresses the SIV Nef. We found that goat lymphocytes cocultured with CAEV-nef-infected macrophages became activated, showing increased expression of the interleukin-2 receptor (IL-2R). Activation correlated with increased proliferation of the cells. Interestingly, a dual effect in terms of apoptosis regulation was observed in exposed goat lymphocytes. Nef was found first to induce a protection of lymphocytes from apoptosis during the first few days following exposure to infected macrophages, but later it induced increased apoptosis in the activated lymphocytes. This new recombinant virus provides a model to study the functions of Nef in the context of infection of macrophages, but in absence of infection of T lymphocytes and brings new insights into the biological effects of Nef on lymphocytes.

  3. A Polytropic Caprine Arthritis Encephalitis Virus Promoter Isolated from Multiple Tissues from a Sheep with Multisystemic Lentivirus-Associated Inflammatory Disease

    PubMed Central

    Adedeji, Adeyemi O.; Barr, Bradd; Gomez-Lucia, Esperanza; Murphy, Brian

    2013-01-01

    Caprine arthritis encephalitis virus (CAEV) is a lentivirus that infects both goats and sheep and is closely related to maedi-visna virus that infects sheep; collectively, these viruses are known as small ruminant lentiviruses (SRLV). Infection of goats and sheep with SRLV typically results in discrete inflammatory diseases which include arthritis, mastitis, pneumonia or encephalomyelitis. SRLV-infected animals concurrently demonstrating lentivirus-associated lesions in tissues of lung, mammary gland, joint synovium and the central nervous system are either very rare or have not been reported. Here we describe a novel CAEV promoter isolated from a sheep with multisystemic lentivirus-associated inflammatory disease including interstitial pneumonia, mastitis, polyarthritis and leukomyelitis. A single, novel SRLV promoter was cloned and sequenced from five different anatomical locations (brain stem, spinal cord, lung, mammary gland and carpal joint synovium), all of which demonstrated lesions characteristic of lentivirus associated inflammation. This SRLV promoter isolate was found to be closely related to CAEV promoters isolated from goats in northern California and other parts of the world. The promoter was denoted CAEV-ovine-MS (multisystemic disease); the stability of the transcription factor binding sites within the U3 promoter sequence are discussed. PMID:23955501

  4. Expanding possibilities for intervention against small ruminant lentiviruses through genetic marker-assisted selective breeding

    Technology Transfer Automated Retrieval System (TEKTRAN)

    Small ruminant lentiviruses include members that infect sheep (ovine lentivirus [OvLV]; also known as ovine progressive pneumonia virus/maedi-visna virus) and goats (caprine arthritis encephalitis virus [CAEV]). Breed differences in seroprevalence and proviral concentration of OvLV had suggested a s...

  5. Mutations increasing exposure of a receptor binding site epitope in the soluble and oligomeric forms of the caprine arthritis-encephalitis lentivirus envelope glycoprotein

    SciTech Connect

    Hoetzel, Isidro . E-mail: ihotzel@gene.com; Cheevers, William P.

    2005-09-01

    The caprine arthritis-encephalitis (CAEV) and ovine maedi-visna (MVV) viruses are resistant to antibody neutralization, a feature shared with all other lentiviruses. Whether the CAEV gp135 receptor binding site(s) (RBS) in the functional surface envelope glycoprotein (Env) is protected from antibody binding, allowing the virus to resist neutralization, is not known. Two CAEV gp135 regions were identified by extrapolating a gp135 structural model that could affect binding of antibodies to the RBS: the V1 region and a short sequence analogous in position to the human immunodeficiency virus type 1 gp120 loop B postulated to be located between two major domains of CAEV gp135. Mutation of isoleucine-166 to alanine in the putative loop B of gp135 increased the affinity of soluble gp135 for the CAEV receptor(s) and goat monoclonal antibody (Mab) F7-299 which recognizes an epitope overlapping the gp135 RBS. The I166A mutation also stabilized or exposed the F7-299 epitope in anionic detergent buffers, indicating that the I166A mutation induces conformational changes and stabilizes the RBS of soluble gp135 and enhances Mab F7-299 binding. In contrast, the affinity of a V1 deletion mutant of gp135 for the receptor and Mab F7-299 and its structural stability did not differ from that of the wild-type gp135. However, both the I166A mutation and the V1 deletion of gp135 increased cell-to-cell fusion activity and binding of Mab F7-299 to the oligomeric Env. Therefore, the CAEV gp135 RBS is protected from antibody binding by mechanisms both dependent and independent of Env oligomerization which are disrupted by the V1 deletion and the I166A mutation, respectively. In addition, we found a correlation between side-chain {beta}-branching at amino acid position 166 and binding of Mab F7-299 to oligomeric Env and cell-to-cell fusion, suggesting local secondary structure constraints in the region around isoleucine-166 as one determinant of gp135 RBS exposure and antibody binding.

  6. Activation of small ruminant aortic endothelial cells after in vitro infection by caprine arthritis encephalitis virus.

    PubMed

    Jan, C L; Greenland, T; Gounel, F; Balleydier, S; Mornex, J F

    2000-12-01

    Small ruminants infected by the lentiviruses caprine arthritis-encephalitis virus (CAEV), originally isolated from a goat, or maedi-visna virus, originally from sheep, typically develop an organising lymphoid infiltration of affected tissues. This could reflect modulation of the migration pattern of lymphocytes in infected animals. Possible active contribution by vascular endothelial cells was investigated using an in vitro model. Low-passage cultured ovine aortic endothelium proved susceptible to productive infection by CAEV without significant cytotoxicity. Infected endothelial cells maintained expression of endothelial markers, increased MHC class I antigen expression and initiated expression of the adhesion molecule VCAM -1 and, at a late stage, MHC class II antigens. Infected endothelial cells showed a two-fold increase in binding capacity for sheep peripheral blood leucocytes over uninfected controls. Such events could contribute to the tissue distribution of lymphoid cells and local immune responses in lentiviral infections of small ruminants. PMID:11124093

  7. Detection of antibodies to caprine arthritis-encephalitis virus using recombinant gag proteins.

    PubMed

    Rimstad, E; East, N; DeRock, E; Higgins, J; Pedersen, N C

    1994-01-01

    The coding sequences of the core proteins p17 and p28 of caprine arthritis-encephalitis virus (CAEV) were amplified using the polymerase chain reaction and cloned into the plasmid expression vector p-GEX-2T. Both p17 and p28 were expressed as fusion proteins with glutathione S-transferase. The recombinant proteins were affinity purified from induced bacterial lysates using glutathione-agarose beads. The purified proteins were used in an enzyme-linked immunosorbent assay (ELISA) to detect antibodies against CAEV in goat sera and milk samples. Three different ELISA tests were developed based on p17, p28 or the combination of these two recombinant proteins (p17 + p28). A comparison was made to an ELISA based on purified whole virus particles and to agar immunodiffusion test (AGID). Sera with conflicting results in the different ELISA tests were examined by Western blotting. There was a high correlation between the ELISA tests based on p17 + p28 recombinant proteins and whole virus ELISA, with an estimated kappa value of 0.92. Only 72-75% of the sera that tested positive in these two ELISA tests were positive in AGID. Antibodies to CAEV were detected in significantly more animals when serum samples were tested compared to milk samples. Based on the time and materials required to prepare the reagents, the recombinant based ELISA test was less expensive than the whole virus ELISA.

  8. En sus marcas--Listos--A leer! Para los cuidadores de ninos pequenos: Actividades de lenguaje para la primera infancia y ninez entre el nacimiento y los 5 anos. El reto: A leer, America! (Ready--Set--Read! For Caregivers: Early Childhood Language Activities for Children from Birth through Age Five. America Reads Challenge).

    ERIC Educational Resources Information Center

    Department of Education, Washington, DC.

    This Ready--Set--Read Kit includes an activity guide for caregivers, a 1997-98 early childhood activity calendar, and an early childhood growth chart. The activity guide presents activities and ideas that caregivers (family child care providers and the teachers, staff, and volunteers in child development programs) can use to help young children…

  9. Immunogenetics of Small Ruminant Lentiviral Infections

    PubMed Central

    Stonos, Nancy; Wootton, Sarah K.; Karrow, Niel

    2014-01-01

    The small ruminant lentiviruses (SRLV) include the caprine arthritis encephalitis virus (CAEV) and the Maedi-Visna virus (MVV). Both of these viruses limit production and can be a major source of economic loss to producers. Little is known about how the immune system recognizes and responds to SRLVs, but due to similarities with the human immunodeficiency virus (HIV), HIV research can shed light on the possible immune mechanisms that control or lead to disease progression. This review will focus on the host immune response to HIV-1 and SRLV, and will discuss the possibility of breeding for enhanced SRLV disease resistance. PMID:25153344

  10. Small ruminant lentiviruses in Jordan: evaluation of sheep and goat serological response using recombinant and peptide antigens.

    PubMed

    Tolari, Francesco; Al-Ramadneh, Wafa'a; Mazzei, Maurizio; Carrozza, Maria Luisa; Forzan, Mario; Bandecchi, Patrizia; Grego, Elena; Rosati, Sergio

    2013-08-01

    Small ruminant lentiviruses infect sheep and goats worldwide, causing chronic progressive diseases and relevant economic losses. Disease eradication and prevention is mostly based on serological testing. The goal of this research was to investigate the presence of the small ruminant lentiviruses (SRLVs) in Jordan and to characterize the serological response in sheep and goat populations. A panel of sera were collected from flocks located in Northern Jordan and Jordan Valley. The samples were tested using three ELISA assays: a commercially available ELISA based on p25 recombinant protein and transmembrane peptide derived from British maedi-visna virus (MVV) EV1 strain, an ELISA based on P16-P25 recombinant protein derived from two Italian strains representative of MVV- and caprine arthritis encephalitis virus (CAEV)-like SRLVs, and an ELISA based on SU5 peptide from the same two Italian isolates. The results indicate that both MVV- and CAEV-like strains are present in Jordan and that the majority of the viruses circulating among sheep and goat populations belong to the MVV-like genotype.

  11. Retroviral Infections in Sheep and Goats: Small Ruminant Lentiviruses and Host Interaction

    PubMed Central

    Larruskain, Amaia; Jugo, Begoña M.

    2013-01-01

    Small ruminant lentiviruses (SRLV) are members of the Retrovirus family comprising the closely related Visna/Maedi Virus (VMV) and the Caprine Arthritis-Encephalitis Virus (CAEV), which infect sheep and goats. Both infect cells of the monocyte/macrophage lineage and cause lifelong infections. Infection by VMV and CAEV can lead to Visna/Maedi (VM) and Caprine Arthritis-Encephalitis (CAE) respectively, slow progressive inflammatory diseases primarily affecting the lungs, nervous system, joints and mammary glands. VM and CAE are distributed worldwide and develop over a period of months or years, always leading to the death of the host, with the consequent economic and welfare implications. Currently, the control of VM and CAE relies on the control of transmission and culling of infected animals. However, there is evidence that host genetics play an important role in determining Susceptibility/Resistance to SRLV infection and disease progression, but little work has been performed in small ruminants. More research is necessary to understand the host-SRLV interaction. PMID:23965529

  12. Pathogenesis of caprine arthritis encephalitis virus. Cellular localization of viral transcripts in tissues of infected goats.

    PubMed Central

    Zink, M. C.; Yager, J. A.; Myers, J. D.

    1990-01-01

    Pathologic specimens of 18 goats with classical lesions of caprine arthritis-encephalitis (CAE) virus infection were examined morphologically and by in situ hybridization using molecularly cloned CAEV deoxyribonucleic acid (DNA) to determine which tissues and cells of naturally infected goats supported virus replication. Large numbers of cells with viral transcripts were detected in inflamed brain, spinal cord, lung, joints, and mammary gland. These cells were morphologically compatible with macrophages. Fewer cells with viral transcripts were seen in noninflamed tissues. Viral RNA was identified in macrophagelike cells in lung, liver, spleen, and lymph nodes, in cells lining the vessels of brain and synovium, and in epithelial cells of intestinal crypts, renal tubules, and thyroid follicles. These data suggest that the cell tropism of lentiviruses may extend beyond the narrow boundaries of lymphocytes and macrophages. Images Figure 1 Figure 2 Figure 3 Figure 4 Figure 5 Figure 6 Figure 7 Figure 8 Figure 9 Figure 10 PMID:2327471

  13. Highly sensitive qualitative and quantitative detection of reverse transcriptase activity: optimization, validation, and comparative analysis with other detection systems.

    PubMed

    Yamamoto, S; Folks, T M; Heneine, W

    1996-09-01

    An ultra-sensitive assay for reverse transcriptase (RT) activity called Amp-RT has been developed. An in vitro transcribed heteropolymeric RNA sequence was used as a template, and polymerase chain reaction (PCR) amplification with Southern-blot hybridization served as a detection system for the cDNA product of the reaction. Titration of Mg2+ and Mn2+ concentrations using the human immunodeficiency virus type 1 (HIV-1) and the human T lymphotropic virus type 1 (HTLV-I), respectively, showed optimal assay reactivity for both viruses at 2-20 mM of Mg2+. Analysis of density banded HIV-1 showed that the peak RT activity of the assay was associated with the fractions consistent with retrovirus particles. The sensitivity of Amp-RT was also compared with that of three conventional RT assays by using seven different retroviruses including HIV-1, simian immunodeficiency virus (SIV), caprine arthritis-encephalitis virus (CAEV), HTLV-I and HTLV-II, simian retrovirus type 2 (SRV-2), and gibbon ape leukemia virus (GALV). HTLV-I, HTLV-II, and GALV could not be detected by the three conventional RT assays. Amp-RT was able to detect all these viruses in 10(1)-10(3)-fold dilutions. Similarly, Amp-RT was found to be 10(3)-10(6)-fold more sensitive than the other RT assays in detecting HIV-1, SIV< or CAEV. Culture supernatants from uninfected cell lines were all Amp-RT negative. A quantitative Amp-RT assay was also developed by using recombinant HIV-1 RT and signal quantitation. The assay was found to have a 5 log linear range, and therefore, provides a useful tool for quantitating RT and retroviruses. Amp-RT offers a sensitive generic tool for the qualitative and quantitative detection of known and unknown retroviruses.

  14. Special Report: Conflicting Data on Spanish Intransitive Verbs in Two Leading Dictionaries.

    ERIC Educational Resources Information Center

    Teschner, Richard V.; Flemming, Jennifer

    1996-01-01

    Presents a conflation of and a comparison between the 1,646 verbs the Royal Academy's "Diccionario de la lengua espanola" (Dictionary of the Spanish Language) classifies as solely or partly intransitive and the 1,382 verbs that are so classified by the "Pequeno Larousse ilustrado" (Illustrated Larousse Small Dictionary). Considerable disagreement…

  15. "Los Ninos y los Libros": Noteworthy Books in Spanish for the Very Young.

    ERIC Educational Resources Information Center

    Schon, Isabel

    2001-01-01

    Reviews 15 children's books in Spanish. Titles reviewed include: "Perro y gato [Dog and Cat]" (Ricardo Alcantara); "Baldomero va a la escuela [Baldomero goes to School]" (Alain Broutin); "Duerme bien, pequeno oso [Sleep well, Little Bear]" (Quint Buchholz); "El mas bonito de todos los regales del mundo [The Most Beautiful Gift in the World]…

  16. Interspecific transmission of small ruminant lentiviruses from goats to sheep.

    PubMed

    Souza, Thiago S de; Pinheiro, Raymundo R; Costa, Joselito N; Lima, Carla C V de; Andrioli, Alice; Azevedo, Dalva A A de; Santos, Vanderlan W S dos; Araújo, Juscilânia F; Sousa, Ana Lídia M de; Pinheiro, Danielle N S; Fernandes, Flora M C; Costa Neto, Antonio O

    2015-01-01

    This study was conducted in order to evaluate the transmission of caprine lentivirus to sheep using different experimental groups. The first one (colostrum group) was formed by nine lambs receiving colostrum from goats positive for small ruminant lentiviruses (SRLV). The second group (milk group) was established by nine lambs that received milk of these goats. Third was a control group, consisting of lambs that suckled colostrum and milk of negative mothers. Another experimental group (contact group) was formed by eight adult sheep, confined with two naturally infected goats. The groups were monitored by immunoblotting (IB), enzyme-linked immunosorbent assay (ELISA), agar gel immunodiffusion (AGID) and nested polymerase chain reaction (nPCR). All lambs that suckled colostrum and milk of infected goats and six sheep of the contact group had positive results in the nPCR, although seroconversion was detected only in three of the exposed animals, with no clinical lentiviruses manifestation, in 720 days of observation. There was a close relationship between viral sequences obtained from infected animals and the prototype CAEV-Cork. Thus, it was concluded that SRLV can be transmitted from goats to sheep, however, the degree of adaptation of the virus strain to the host species probably interferes with the infection persistence and seroconversion rate. PMID:26413072

  17. Interspecific transmission of small ruminant lentiviruses from goats to sheep

    PubMed Central

    de Souza, Thiago S.; Pinheiro, Raymundo R.; Costa, Joselito N.; de Lima, Carla C.V.; Andrioli, Alice; de Azevedo, Dalva A.A.; dos Santos, Vanderlan W.S.; Araújo, Juscilânia F.; de Sousa, Ana Lídia M.; Pinheiro, Danielle N.S.; Fernandes, Flora M.C.; Costa, Antonio O.

    2015-01-01

    This study was conducted in order to evaluate the transmission of caprine lentivirus to sheep using different experimental groups. The first one (colostrum group) was formed by nine lambs receiving colostrum from goats positive for small ruminant lentiviruses (SRLV). The second group (milk group) was established by nine lambs that received milk of these goats. Third was a control group, consisting of lambs that suckled colostrum and milk of negative mothers. Another experimental group (contact group) was formed by eight adult sheep, confined with two naturally infected goats. The groups were monitored by immunoblotting (IB), enzyme-linked immunosorbent assay (ELISA), agar gel immunodiffusion (AGID) and nested polymerase chain reaction (nPCR). All lambs that suckled colostrum and milk of infected goats and six sheep of the contact group had positive results in the nPCR, although seroconversion was detected only in three of the exposed animals, with no clinical lentiviruses manifestation, in 720 days of observation. There was a close relationship between viral sequences obtained from infected animals and the prototype CAEV-Cork. Thus, it was concluded that SRLV can be transmitted from goats to sheep, however, the degree of adaptation of the virus strain to the host species probably interferes with the infection persistence and seroconversion rate. PMID:26413072

  18. Pathogens of zoonotic and biological importance in roe deer (Capreolus capreolus): Seroprevalence in an agro-system population in France.

    PubMed

    Candela, Mónica G; Serrano, Emmanuel; Sevila, Julie; León, Luis; Caro, María Rosa; Verheyden, Hélène

    2014-04-01

    Antibody prevalence for several infectious and parasitic diseases in a population of roe deer (Capreolus capreolus) inhabiting a mixed agricultural landscape (south of France) has been analyzed. Serological analyses with ELISA in 245 animals captured from 2008 to 2012 has been performed. We found a high prevalence of Toxoplasma gondii (46.4%), Chlamydophila abortus (17.27%) and Coxiella burnetii (11.26%) compared to other studies in Europe. Seroprevalence varied strongly among years for T. gondii (27-91%), C. abortus (0-42%) and C. burnetii (0-27%). T. gondii prevalence was lower in juvenile females, compared to juvenile males and adults of both sexes. Other pathogens had low prevalences: Neospora caninum (1.56%), Bovine herpesvirus 1 (1.17%, 2008/09; 1.1%, 2010/11), Mycoplasma agalactiae (1.45%, 2009/10), Mycobacterium avium subsp. paratuberculosis (0.9%) and Slow viruses (CAEV-MVV) (0.15%, 2008/10; 0%, 2011/12). Antibodies to bluetongue virus and pestiviruses were not found in any individual.

  19. Expanding Possibilities for Intervention against Small Ruminant Lentiviruses through Genetic Marker-Assisted Selective Breeding

    PubMed Central

    White, Stephen N.; Knowles, Donald P.

    2013-01-01

    Small ruminant lentiviruses include members that infect sheep (ovine lentivirus [OvLV]; also known as ovine progressive pneumonia virus/maedi-visna virus) and goats (caprine arthritis encephalitis virus [CAEV]). Breed differences in seroprevalence and proviral concentration of OvLV had suggested a strong genetic component in susceptibility to infection by OvLV in sheep. A genetic marker test for susceptibility to OvLV has been developed recently based on the TMEM154 gene with validation data from over 2,800 sheep representing nine cohorts. While no single genotype has been shown to have complete resistance to OvLV, consistent association in thousands of sheep from multiple breeds and management conditions highlight a new strategy for intervention by selective breeding. This genetic marker-assisted selection (MAS) has the potential to be a useful addition to existing viral control measures. Further, the discovery of multiple additional genomic regions associated with susceptibility to or control of OvLV suggests that additional genetic marker tests may be developed to extend the reach of MAS in the future. This review will cover the strengths and limitations of existing data from host genetics as an intervention and outline additional questions for future genetic research in sheep, goats, small ruminant lentiviruses, and their host-pathogen interactions. PMID:23771240

  20. A pathogenetic study of the early connective tissue lesions of viral caprine arthritis-encephalitis.

    PubMed

    Adams, D S; Crawford, T B; Klevjer-Anderson, P

    1980-05-01

    Experiments were designed to correlate morphologic lesions with the presence of caprine arthritis-encephalitis virus (CAEV). Twenty-one cesarean-derived goat kids were infected with 10(6) to 10(7) TCID50 of virus, killed sequentially, and examined for viral antigens by immunofluorescence, viral infectivity by isolation and titration, and morphologic changes by light microscopy. Fluorescent viral antigens were detected from 1 to 10 days postinoculation (DPI) and only in synovial cells. Virus was reisolated from several joints and from brain 0.5 to 79 DPI. Increases in synovial fluid cell counts were noted by 1 DPI, and morphologic changes in synovial membranes were present from 3 to 45 DPI. Joint lesions progressed from mild synovial cell hyperplasia and perivascular mononuclear cell infiltration to severe synovial cell hyperplasia and mononuclear cell infiltration with villous hypertrophy. Lesions elsewhere were mild, consisting only of perivascular mononuclear cell infiltrates. Eleven cesarean-derived control goats were negative for viral antigens, virus, and morphologic lesions.

  1. Low proviral small ruminant lentivirus load as biomarker of natural restriction in goats.

    PubMed

    Crespo, Helena; Bertolotti, Luigi; Proffiti, Margherita; Cascio, Paolo; Cerruti, Fulvia; Acutis, Pier Luigi; de Andrés, Damián; Reina, Ramsés; Rosati, Sergio

    2016-08-30

    Small ruminant lentiviruses (SRLV) globally affect welfare and production of sheep and goats and are mainly controlled through elimination of infected animals, independently of the viral kinetics within the single animal. Control programs are based on highly sensitive serological tests, however the existence of low antibody responders leads to the permanent presence of seronegative infected animals in the flock, thus perpetuating the infection. On the other hand, long-term non-progressors show a detectable antibody response not indicative of a shedding animal, suggesting immune contention of infection. In this study, we analyse two goat populations within the same herd, harbouring low or high proviral SRLV loads respectively, both showing a robust antibody response. In vivo findings were confirmed in vitro since fibroblastic cell lines obtained from one high and one low proviral load representative goats, showed respectively a high and a faint production of virus upon infection with reference and field circulating SRLV strains. Differences in virus production were relieved when strain CAEV-Co was used for experimental infection. We analysed LTR promoter activity, proviral load, entry step and production of virus and viral proteins. Intriguingly, proteasomal activity was higher in fibroblasts from low proviral load animals and proteasome inhibition increased viral production in both cell lines, suggesting the implication of active proteasome-dependent restriction factors. Among them, we analysed relative expression and sequences of TRIM5α, APOBEC3 (Z1, Z2, Z3 and Z2-Z3) and BST-2 (Tetherin) and found a global antiviral status in low proviral carriers that may confer protection against viral shedding and disease onset. PMID:27527777

  2. Sobre o uso das séries de Puiseux em mecanica celeste

    NASA Astrophysics Data System (ADS)

    Miloni, O. I.

    2003-08-01

    Neste trabalho é apresentada uma demonstração do uso dos diferentes desenvolvimentos em séries para as equações de perturbação em Mecânica Celeste no marco Hamiltoniano. Em trabalhos clássicos como os de Poincaré (Poincaré, 1893) por exemplo, já esta planteado o uso de potências não inteiras no pequeno parâmetro, o que evidencia a não analiticidade das funções quando uma ressonância ocorre. Nestes trabalhos os desenvolvimentos são na raíz quadrada da massa de Júpiter (o pequeno parâmetro). Mais recentemente (Ferraz-Mello, 1985) outros tipos de desenvolvimentos foram aplicados modificando substancialmente as ordens de grandeza e a velocidade de convergência das séries. Com esta abordagem, os desenvolvimentos foram expressados em termos da raíz cúbica do pequeno parâmetro. Neste trabalho apresentamos um enfoque geral, onde os diferentes tipos de desenvolvimentos em séries de Puiseux (Valiron, 1950) são obtidos a partir da aplicação de Teorema de Preparação de Weierstrass (Goursat, 1916) considerando a equação de Hamilton-Jacobi como uma equação algébrica. Os resultados são aplicados ao problema restrito dos três corpos em ressonância de primeira ordem e, dependendo da grandeza da excentricidade do asteróide em relação à de Júpiter, obtemos os diferentes desenvolvimentos, em raíz quadrada ou raíz cúbica da massa de Júpiter.

  3. [Restraints to anticoagulation prescription in atrial fibrillation and attitude towards the new oral anticoagulants].

    PubMed

    Pereira-Da-Silva, Tiago; Souto Moura, Teresa; Azevedo, Luísa; Sá Pereira, Margarida; Virella, Daniel; Alves, Marta; Borges, Luís

    2013-01-01

    Introdução e Objetivos: Avaliar a taxa de prescrição de anticoagulantes orais na fibrilhação auricular, os fatores associados à não prescrição, os motivos referidos pelos clínicos para não prescrição de anticoagulantes incluindo os de nova geração e realizar estudo evolutivo a médio prazo. Material e Métodos: Estudo prospetivo sobre casos consecutivos de doentes com fibrilhação auricular com alta hospitalar. Registaram- se os scores CHA2DS2VASc e HASBLED, comorbilidades associadas e a medicação prévia e à data de alta. Na alta hospitalar, o médico assistente indicou em questionário o motivo de não prescrição de anticoagulantes orais e dos novos anticoagulantes orais. Exclusão: contra-indicação absoluta para anticoagulação, CHA2DS2VASc ≤ 1 e doença valvular. Os doentes foram reavaliados um ano após o recrutamento do primeiro doente. Resultados: Identificaram-se 103 candidatos a anticoagulação oral (79,6 ± 8,0 anos; CHA2DS2VASc 5,8 ± 1,4; HASBLED 2,6 ± 1,0; HASBLED ≥ 3 em 55,3%); os anticoagulantes foram prescritos em 34,0%. Fatores associados à não prescrição por ordem decrescente de relevância: uso prévio de antiagregantes, doente acamado e/ou demente, ausência de insuficiência cardíaca e número de fatores de risco hemorrágico. Razões invocadas para não prescrição por ordem decrescente de frequência: risco hemorrágico elevado, pequeno benefício, incapacidade de seguir o esquema terapêutico e dificuldade na monitorização da razão normalizada internacional (INR). Os novos anticoagulantes não foram prescritos e as razões invocadas foram, por ordem decrescente de frequência: informação insuficiente sobre estes fármacos, risco hemorrágico elevado, custo elevado e pequeno benefício. Aos 8,2 ± 2,5 meses de estudo evolutivo 33,3% dos doentes encontravam-se sob anticoagulação sem que os novos anticoagulantes tivessem sido prescritos. Conclusões: Nesta amostra, a taxa de prescrição de

  4. Observação do abrilhantamento de limbo solar e de estruturas filamentares em 48 ghz utilizando a técnica de regularização adaptativa

    NASA Astrophysics Data System (ADS)

    Machado, W. R. S.; Mascarenhas, N.; Costa, J. E. R.; Silva, A. V. R.

    2003-08-01

    O radiotelescópio do Itapetinga tem sido utilizado em campanhas de observações de explosões solares gerando um grande número de mapas diários em 48 GHz como sub-produto destas observações. A resolução espacial do telescópio de 14m do Itapetinga nesta freqüência é de aproximadamente dois minutos de arco. Estruturas de interesse para análise da atmosfera solar quiescente tais como os filamentos e o anel de abrilhantamento do limbo são de dimensão angular moderada da ordem ou ligeiramente menores que a resolução do telescópio. É conhecido que a convolução da função de espalhamento do telescópio, PSF (padrão de ganho do feixe) borra as estruturas de dimensão angular abaixo do HPBW (largura a meia potência do feixe) e portanto é comum a busca por técnicas de restauração que eliminem pelo menos em parte este borramento. Estudamos a restauração destas radioimagens usando a técnica de regularização adaptativa e os resultados ressaltam estas estruturas espaciais de pequeno contraste. O algoritmo da regularização adaptativa faz uso de k imagens, chamadas protótipos, obtidas através da variação de parâmetros de um filtro de regularização. Para controle da qualidade da restauração utilizamos uma imagem de alta resolução espacial obtida na linha H-a e a PSF do Itapetinga para borrá-la. Pequenos desvios, entre a PSF utilizada para o borramento e a PSF utilizada na restauração, produziram alguns desvios notáveis na imagem restaurada porém a adição de ruído nas simulações de restauração foram mais influentes no cálculo da rugosidade da imagem e portanto mais limitante para a restauração. Apresentamos como nosso primeiro resultado uma imagem em 48 GHz com a presença clara do abrilhantamento de limbo que não estava evidente na imagem original e traços de estruturas filamentares, porém ainda sem grande evidência.

  5. OV-Wav: um novo pacote para análise multiescalar em astronomia

    NASA Astrophysics Data System (ADS)

    Pereira, D. N. E.; Rabaça, C. R.

    2003-08-01

    Wavelets e outras formas de análise multiescalar têm sido amplamente empregadas em diversas áreas do conhecimento, sendo reconhecidamente superiores a técnicas mais tradicionais, como as análises de Fourier e de Gabor, em certas aplicações. Embora a teoria dos wavelets tenha começado a ser elaborada há quase trinta anos, seu impacto no estudo de imagens astronômicas tem sido pequeno até bem recentemente. Apresentamos um conjunto de programas desenvolvidos ao longo dos últimos três anos no Observatório do Valongo/UFRJ que possibilitam aplicar essa poderosa ferramenta a problemas comuns em astronomia, como a remoção de ruído, a detecção hierárquica de fontes e a modelagem de objetos com perfis de brilho arbitrários em condições não ideais. Este pacote, desenvolvido para execução em plataforma IDL, teve sua primeira versão concluída recentemente e está sendo disponibilizado à comunidade científica de forma aberta. Mostramos também resultados de testes controlados ao quais submetemos os programas, com a sua aplicação a imagens artificiais, com resultados satisfatórios. Algumas aplicações astrofísicas foram estudadas com o uso do pacote, em caráter experimental, incluindo a análise da componente de luz difusa em grupos compactos de galáxias de Hickson e o estudo de subestruturas de nebulosas planetárias no espaço multiescalar.

  6. Incorporando a variabilidade no processo de identificação do modelo de máximo global no Grade of Membership (GoM): considerações metodológicas

    PubMed Central

    Guedes, Gilvan Ramalho; Siviero, Pamila Cristina Lima; Caetano, André Junqueira; Machado, Carla Jorge; Brondízio, Eduardo

    2012-01-01

    A disponibilidade de bases de dados cada vez mais complexas e multidimensionais é um dos principais motivadores para o aumento do número de estudos que utilizam análises multivariadas baseadas em lógica de conjuntos nebulosos. Apesar da disseminação do método Grade of Membership nos trabalhos empíricos brasileiros da área de ciências sociais e saúde, questões relativas à identificabilidade e estabilidade dos parâmetros finais estimados pelo programa GoM 3.4 não foram suficientemente aprofundadas. Dada a relevância de se obterem parâmetros únicos e estáveis, Guedes et al. (2010) propuseram um procedimento empírico para localizar um modelo de máximo global (MG) com parâmetros estáveis. Entretanto, seu localizador de MG não incorpora qualquer medida de variabilidade. Neste artigo, tal limitação é contornada por meio da utilização de uma estatística de ponderação – Máximo Global Ponderado (MGP) – semelhante ao coeficiente de variação. Esse indicador busca não penalizar de forma desproporcional situações nas quais os desvios médios, apesar de diferentes de zero, são muito pequenos. Apresentam-se evidências de que o localizador MGP reduz a distância do modelo identificado à real estrutura latente dos dados em análise, quando comparados ao modelo identificado pelo localizador não ponderado, MG. PMID:23293402

  7. A new heterandrous species of Solanum section Gonatotrichum Bitter (Solanaceae) from Bahia, Brazil.

    PubMed

    Giacomin, Leandro L; Stehmann, João Renato

    2011-01-01

    A new species of Solanum from Brazil is described. Solanum evolvuloides Giacomin & Stehmann, sp. nov. belongs to section Gonatotrichum, a small group assigned to the Brevantherum Clade of the genus Solanum. It resembles Solanum turneroides Chodat, sharing with it heterandry, and Solanum parcistrigosum Bitter, with which it shares a similar habit and pubescence. Despite these similarities, the species can be recognized by its ovate-elliptic to cordiform leaf shape and more membranaceous leaf texture than the other species in the section, and stem, inflorescence axes, and calyx vestiture mainly composed of glandular hairs. Solanum evolvuloides is known to occur only in southeastern of Bahia state, Brazil, and in a preliminary assessment of the IUCN criteria can be considered a threatened species.ResumoUma nova espécie de Solanum é descrita para o Brasil. Solanum evolvuloides Giacomin & Stehmann, sp. nov. é componente da seção Gonatotrichum, um pequeno grupo associado ao Clado Brevantherum. A espécie é similar a Solanum turneroides, com a qual compartilha a heterandria, e Solanum parcistrigosum, que por sua vez apresenta um hábito e indumento foliar semelhante. Apesar da similaridade, a espécie pode ser facilmente reconhecida pela forma da folha ovada-elíptica a cordiforme e pela texura mais membranácea que as outras espécies da seção, além do indumento do caule, eixo da inflorescência e cálice, constituído em sua maioria por tricomas glandulares pedicelados. Solanum evolvuloides tem sua distribuição conhecida somente para o sudeste do estado da Bahia, Brasil, e é indicada como uma espécie ameaçada de extinção. PMID:22287920

  8. [Atypical femoral fractures and bisphosphonates treatment: is it a risk factor?].

    PubMed

    Geada, Nuno; Mafra, Inês; Barroso, Rogério; Franco, José

    2014-01-01

    IntroduçÉo: Os bifosfonatos têm eficácia comprovada na prevençÉo das fracturas osteoporóticas. Contudo, têm sido descritas fracturas femorais atípicas associadas à toma prolongada de bifosfonatos com um padrÉo radiológico bem definido. Os objectivos no nosso estudo foram caracterizar os doentes de idade ≥ 65 anos com fracturas femorais (subtrocantéricas/diafisárias) consideradas típicas e atípicas e avaliar a relaçÉo entre a ocorrência das fracturas atípicas e o uso de bifosfonatos.Material e Métodos: Realizámos um estudo caso-controlo com os doentes admitidos no nosso Hospital por fractura subtrocantérica ou diafisária do fémur, num período de cinco anos e meio. Após aplicaçÉo dos critérios de exclusÉo, as 92 fracturas (91 doentes) foram classificadas como atípicas ou típicas. A determinaçÉo do tratamento prévio com bifosfonatos foi obtida através do historial clínico dos doentes.Resultados: Foram encontradas 11 fracturas atípicas (10 doentes) e 81 fracturas típicas (81 doentes). A idade mediana entre os dois grupos foi estatisticamente diferente (72 anos - atípicas vs 80 anos - típicas, p < 0,01). A razÉo do uso de bifosfonatos foi de 0,60 nas fracturas atípicas e de 0,01 nas típicas, traduzindo um odds ratio de 101,1 (p < 0,01).DiscussÉo: Na generalidade, os nossos resultados sÉo apoiados e estÉo de acordo com os estudos publicados referentes à ocorrência de fracturas femorais atípicas associadas à toma de bifosfonatos.ConclusÉo: Apesar do pequeno número de casos foi possível demonstrar a relaçÉo, estatisticamente, significativa entre as fracturas femorais atípicas e a toma de bifosfonatos. De notar que estas fracturas atípicas ocorreram em doentes, significativamente, mais jovens do que os doentes com fracturas típicas.

  9. Desenvolvimento das câmeras de raios-X duros do satélite MIRAX

    NASA Astrophysics Data System (ADS)

    Braga, J.; Rothschild, R.; Staubert, R.; Heise, J.; Remillard, R.; D'Amico, F.; Jablonski, F.; Mejía, J.; Carvalho, H.; Heindl, B.; Matteson, J.; Kendziorra, E.; Wilms, J.; in't Zand, J.; Kuulkers, E.

    2003-08-01

    O MIRAX (Monitor e Imageador de RAios-X) é um projeto de desenvolvimento de um pequeno satélite astronômico de raios-X (~200 kg, ~240 W). A estratégia básica da missão será observar continuamente (~9 meses por ano) a região central (~1000 graus2) do plano Galáctico e realizar estudos espectroscópicos de banda larga (2-200 keV) e alta sensibilidade de um grande conjunto de fontes através de imagens com resolução de ~6'. Isso proporcionará uma cobertura inédita do "espaço de descobertas" através da detecção, localização, identificação e estudo detalhado de fenômenos imprevisíveis, tais como transientes fracos de raios-X, novas rápidas de raios-X e bursts de raios gama, assim como o estudo de fontes com emissão persistente. Neste trabalho apresentamos o projeto das duas câmeras de raios-X duros (CXDs) do MIRAX, que irão operar na faixa de 10 a 200 keV. Cada CXD consistirá de um plano de detectores CZT (Cd0,9Zn0,1Te) de 0,5 mm de resolução espacial e 370 cm2 de área total, e de uma máscara codificada com elementos quadrados de 1,3 mm de lado e 0,5 cm de espessura. A máscara terá dimensões de 315 cm ´ 275 cm e será montada a 700 cm de distância dos detectores. Com essa configuração as CXDs terão 6' de resolução angular e, quando colocadas a um ângulo de 29° entre si, as duas câmeras propiciam um campo totalmente codificado de 39° ´ 6°12' e um campo total de 76° ´ 44°. Serão apresentadas simulações de observações da região do plano Galáctico com o conjunto formado pelas duas CXDs.

  10. The importance of Zebrafish in biomedical research.

    PubMed

    Tavares, Bárbara; Santos Lopes, Susana

    2013-01-01

    Introdução: O peixe-zebra (Danio rerio) é um excelente organismo modelo para o estudo do desenvolvimento dos vertebrados. Este facto deve-se às grandes ninhadas que cada casal produz, que podem atingir 200 embriões a cada sete dias, e ao facto dos embriões serem pequenos, transparentes e com um rápido desenvolvimento externo.Material e Métodos: Usando ferramentas de pesquisa bibliográfica científica disponíveis online e utilizando e as palavras-chave “Zebrafish”, “biomedical research”, “human disease” e “drug screening”, avaliámos estudos originais e revisões indexadas na PubMed.Resultados: Neste artigo de revisão fazemos um resumo do trabalho realizado com este modelo no melhoramento doconhecimento de várias doenças humanas. Fizemos ainda um breve relato da investigação biomédica realizada em Portugal com o modelo de peixe-zebra.Discussão: Têm sido desenvolvidas poderosas ferramentas genéticas e de microscopia in vivo, que também tornaram o peixe-zebra num modelo valioso em investigação biomédica. A conjugação destes atributos com a optimização de sistemas automatizados de triagem de medicamentos, transformaram o peixe-zebra num top model da investigação em biomedicina, nomeadamente na triagem de compostos químicos com efeitos terapêuticos e em testes de toxicidade. Além disso, com a otimização da tecnologia dos xenografos, será possível usar o peixe-zebra na escolha de uma terapia personalizada.Conclusão: O peixe-zebra é um excelente organismo modelo na pesquisa biomédica, em screens de medicamentos e na terapia clinica.

  11. Identificabilidade e estabilidade dos parâmetros no método Grade of Membership (GoM): considerações metodológicas e práticas

    PubMed Central

    Guedes, Gilvan Ramalho; Caetano, André Junqueira; Machado, Carla Jorge; Brondízio, Eduardo Sonewend

    2011-01-01

    O método Grade of Membership (GoM) tem sido cada vez mais utilizado por demógrafos brasileiros e tem a vantagem de possuir um parâmetro que mensura a heterogeneidade individual, com base nas correlações não-observáveis entre as categorias de resposta das variáveis de interesse, gerando um medida do grau de pertencimento de cada indivíduo a perfis extremos. Alguns autores, contudo, chamam atenção para questões importantes na calibragem dos modelos finais que utilizam o programa GoM versão 3.4, como o problema de identificabilidade – soluções múltiplas para parâmetros estimados. Neste artigo, é sugerido um procedimento capaz de identificar um modelo final com solução única que descreva os tipos puros mais fidedignos à base de dados, em uma tentativa de otimização. Para ilustrar esse processo, utilizou-se uma base de dados correspondente a um levantamento econômico e sociodemográfico de uma população de pequenos agricultores residentes ao longo da Rodovia Transamazônica, no Estado do Pará. Também identificou-se a existência de instabilidade nos parâmetros estimados pelo programa GoM 3.4, sendo proposto um método de estabilização de seus valores. Com esses procedimentos combinados, os usuários do programa GoM 3.4 poderão descrever sua base de dados de forma mais adequada e responder às críticas sobre questões de identificabilidade e estabilidade dos modelos resultantes. Essas soluções empíricas são relevantes por afetarem cálculos de prevalência e de incidência de eventos de interesse, além de trazerem consequências importantes sobre o ponto e o momento corretos para intervenções de políticas públicas ou de planejamento prospectivo em análises de projeção. PMID:21709732

  12. PubMed

    Guedes, Gilvan Ramalho; Caetano, André Junqueira; Machado, Carla Jorge; Brondízio, Eduardo Sonewend

    2010-01-01

    O método Grade of Membership (GoM) tem sido cada vez mais utilizado por demógrafos brasileiros e tem a vantagem de possuir um parâmetro que mensura a heterogeneidade individual, com base nas correlações não-observáveis entre as categorias de resposta das variáveis de interesse, gerando um medida do grau de pertencimento de cada indivíduo a perfis extremos. Alguns autores, contudo, chamam atenção para questões importantes na calibragem dos modelos finais que utilizam o programa GoM versão 3.4, como o problema de identificabilidade - soluções múltiplas para parâmetros estimados. Neste artigo, é sugerido um procedimento capaz de identificar um modelo final com solução única que descreva os tipos puros mais fidedignos à base de dados, em uma tentativa de otimização. Para ilustrar esse processo, utilizou-se uma base de dados correspondente a um levantamento econômico e sociodemográfico de uma população de pequenos agricultores residentes ao longo da Rodovia Transamazônica, no Estado do Pará. Também identificou-se a existência de instabilidade nos parâmetros estimados pelo programa GoM 3.4, sendo proposto um método de estabilização de seus valores. Com esses procedimentos combinados, os usuários do programa GoM 3.4 poderão descrever sua base de dados de forma mais adequada e responder às críticas sobre questões de identificabilidade e estabilidade dos modelos resultantes. Essas soluções empíricas são relevantes por afetarem cálculos de prevalência e de incidência de eventos de interesse, além de trazerem consequências importantes sobre o ponto e o momento corretos para intervenções de políticas públicas ou de planejamento prospectivo em análises de projeção.

  13. On efeito do achatamento nos pontos de equilíbrio e na dinâmica de sistemas coorbitais

    NASA Astrophysics Data System (ADS)

    Mourão, D. C.; Winter, O. C.; Yokoyama, T.

    2003-08-01

    Neste trabalho analisamos o efeito do achatamento do corpo principal nos pontos de equilíbrio lagrangianos e na configuração de órbitas girino-ferradura. Enfatizamos os sistemas coorbitais de satélites de Saturno, pois se encontram em relativa proximidade com o planeta, em que o efeito do achatamento se torna mais evidente. O estudo é dividido em três etapas independentes. Na primeira fase analisamos as equações de movimento do problema restrito de três corpos considerando o efeito do achatamento, e através do balanceamento de forças buscamos a nova configuração dos pontos de equilíbrio lagrangianos. Concluímos, nesta etapa, que os pontos de equilíbrio estáveis apresentam um pequeno deslocamento definido pelo parâmetro de achatamento, não podendo ser mais representados por triângulos eqüiláteros. Aplicamos este resultado aos satélites coorbitais de Tetis e Dione, encontrando as posições de equilíbrio levemente deslocadas em relação ao caso sem achatamento. Na segunda fase visamos o sistema Saturno-Jano-Epimeteu, que por se tratar de um sistema de massas comparáveis, optamos por desenvolver as equações de Yoder et al (Icarus 53, pág 431-443, 1983), que permitem determinar os pontos de equilíbrio e a amplitude de oscilação angular das órbitas girino-ferradura para o problema não-restrito de três corpos, porém, no nosso estudo consideramos o efeito do achatamento do corpo principal nestas equações. Encontramos que a distância angular entre satélites, quando em posição de equilíbrio estável, diminui quanto maior for o parâmetro de achatamento do corpo principal. Além disso, a órbita de transição girino-ferradura possui largura angular menor em relação ao caso sem achatamento. Por fim, realizamos integrações numéricas para os casos reais de coorbitais de Saturno comparando com os resultados analíticos. Nestas integrações simulamos diversas órbitas girino-ferradura com diferentes parâmetros de achatamento

  14. Projeto do sistema anti-ressonante da fiação dos transdutores para o detector Mario Schenberg

    NASA Astrophysics Data System (ADS)

    Vieira, S. J.., Jr.; Melo, J. L.

    2003-08-01

    O detector de ondas gravitacionais Mario Schenberg está sendo projetado e construído pelo grupo Gráviton. Sua construção está ocorrendo no Laboratório de Estado Sólido e Baixas Temperaturas (LESBT) da Universidade de São Paulo, na cidade de São Paulo. Esse detector possui uma massa ressonante esférica de cobre-alumínio, com 65 cm de diâmetro, pesando aproximadamente 1150 Kg, suspensa por um sistema de isolamento vibracional, que se encontra em fase de testes preliminares. A real eficácia desse sistema, entretanto, só poderá ser comprovada quando o detector estiver aparelhado com, pelo menos, um transdutor eletromecânico de altíssima sensibilidade acoplado à massa ressonante. Neste momento, não só este sistema de isolamento vibracional será posto em teste, como o do projeto da fiação que transporta os sinais de microondas até os transdutores e destes para a pré-amplificação. Apesar dessa fiação ter sido projetada para não apresentar nenhum contato com a superfície esférica da antena, de maneira a não haver nenhuma transmissão de ruído vibracional do laboratório para esta, deve-se minimizar o ruído microfônico produzido nessa fiação por oscilações mecânicas, uma vez que ela não utiliza nenhum sistema de isolamento vibracional. Com o intuito de resolver este problema, projetamos uma estrutura, formada por pequenos cilindros conectados por barras, a qual não terá nenhuma ressonância mecânica na faixa de freqüências de interesse para detecção (3000 - 3400 Hz). Desta forma, as vibrações nessa faixa não serão amplificadas. O projeto foi feito usando iterativamente, de maneira a otimizar os resultados obtidos, o programa de elementos finitos Msc/Nastran. Através de simulações feitas neste programa, determinamos os parâmetros geométricos ideais a serem utilizados, os quais proporcionam a maior região espectral de interesse livre de ressonâncias.

  15. PubMed

    Guedes, Gilvan Ramalho; Caetano, André Junqueira; Machado, Carla Jorge; Brondízio, Eduardo Sonewend

    2010-01-01

    O método Grade of Membership (GoM) tem sido cada vez mais utilizado por demógrafos brasileiros e tem a vantagem de possuir um parâmetro que mensura a heterogeneidade individual, com base nas correlações não-observáveis entre as categorias de resposta das variáveis de interesse, gerando um medida do grau de pertencimento de cada indivíduo a perfis extremos. Alguns autores, contudo, chamam atenção para questões importantes na calibragem dos modelos finais que utilizam o programa GoM versão 3.4, como o problema de identificabilidade - soluções múltiplas para parâmetros estimados. Neste artigo, é sugerido um procedimento capaz de identificar um modelo final com solução única que descreva os tipos puros mais fidedignos à base de dados, em uma tentativa de otimização. Para ilustrar esse processo, utilizou-se uma base de dados correspondente a um levantamento econômico e sociodemográfico de uma população de pequenos agricultores residentes ao longo da Rodovia Transamazônica, no Estado do Pará. Também identificou-se a existência de instabilidade nos parâmetros estimados pelo programa GoM 3.4, sendo proposto um método de estabilização de seus valores. Com esses procedimentos combinados, os usuários do programa GoM 3.4 poderão descrever sua base de dados de forma mais adequada e responder às críticas sobre questões de identificabilidade e estabilidade dos modelos resultantes. Essas soluções empíricas são relevantes por afetarem cálculos de prevalência e de incidência de eventos de interesse, além de trazerem consequências importantes sobre o ponto e o momento corretos para intervenções de políticas públicas ou de planejamento prospectivo em análises de projeção. PMID:21709732

  16. A atuação do Observatório Nacional registrada nos relatórios ministeriais 1889 a 1930

    NASA Astrophysics Data System (ADS)

    Rodrigues, T.

    2003-08-01

    O período republicano até 1930 foi marcante na história do Observatório Nacional. Diversas reformas levaram a instituição a três ministérios diferentes e mudaram a ênfase do seu trabalho. A tão aguardada mudança para uma nova sede, em São Cristóvão, em 1920, não foi suficiente para que a instituição acompanhasse o ritmo tomado pela astronomia no mundo e se firmasse como ambiente de pesquisa. Uma análise simplificada poderia caracterizar um período de produção científica insignificante, dado o distanciamento da instituição dos novos rumos da astrofísica e da rápida inovação dos instrumentos, além do pequeno volume de publicações. Era uma época em que ainda não existiam os mecanismos formais de apoio e avaliação da atividade científica. Esse trabalho procura identificar a real atividade do Observatório no conteúdo dos Relatórios Ministeriais que, ao final de cada ano, apresentava as atividades, sucessos e problemas enfrentados pela instituição. Questões como instrumental e recursos humanos necessários; entraves burocráticos e financeiros; e articulações com outros observatórios se complementaram entre si ao longo desses anos para definir o perfil institucional e alguns aspectos fundamentais para a construção da astronomia no país. É possível concluir que a ênfase em serviços geográficos e de meteorologia, ao lado da inadequação dos instrumentos e do local, quase fizeram desaparecer a pesquisa em astronomia. Porém, vale destacar a sobrevivência de alguns trabalhos, como, por exemplo, variação de latitude e observação de estrelas duplas que mantiveram importante intercâmbio com outros grupos de pesquisa, demonstrando o constante esforço dos astrônomos e das diretorias em defesa da atividade científica.

  17. Cosmoeducação: uma proposta para o ensino de astronomia

    NASA Astrophysics Data System (ADS)

    Medeiros, L. A. L.; Jafelice, L. C.

    2003-08-01

    Entende-se por cosmoeducação o desenvolvimento vivencial da unidade homem-cosmo. Este conceito é norteado pela psicologia transpessoal, que estuda o ser humano em sua totalidade, onde suas relações ecológicas e cósmicas são de grande importância. Constata-se uma necessidade latente no ser humano moderno em resgatar uma relação holística com o Universo. Neste trabalho exploramos meios de cultivar a consciência de que o ser humano constitui parte integrante do cosmo e se relaciona com este com o objetivo de promover em si uma percepção ambiental mais ampla. Nossa hipótese de trabalho inicial foi que o ensino de conteúdos básicos em astronomia realizado através de uma abordagem holística, que incorpore práticas vivenciais correlacionadas àqueles conteúdos, pode despertar no indivíduo sua identidade cósmica. O método que utilizamos é o fenomenológico e o universo desta pesquisa é um grupo de estudantes da disciplina de Astronomia (Curso de Licenciatura em Geografia/UFRN), onde realizamos observação participante, entrevistas, depoimentos e as práticas vivenciais mencionadas. Neste caso estamos desenvolvendo e adaptando exercícios de algumas técnicas terapêuticas de psicologia transpessoal, que um de nós (LALM) tem aplicado no contexto clínico, para trabalhar aspectos cognitivos envolvidos naquele processo de conscientização cósmica. Resultados parciais claramente referendam a hipótese inicial. Um resultado a destacar é fruto de uma dinâmica de representação corporal interiorizada do eclipse lunar, envolvendo um pequeno grupo daqueles estudantes, na qual conteúdos míticos afloraram de maneira espontânea e contundente para todos, sugerindo ressonância, ou pelo menos isomorfismo, entre o macro e o microcosmo. Este e outros resultados são discutidos em detalhe neste trabalho. (PPGECNM/UFRN; PRONEX/FINEP; NUPA/USP; Temáticos/FAPESP).

  18. A teoria da percolação aplicada às galáxias aneladas peculiares

    NASA Astrophysics Data System (ADS)

    Poppe, P. C. R.; Martin, V. A. F.; de Medeiros, N. G. F.; Faúndez-Abans, M.; Oliveira-Abans, M.

    2003-08-01

    Formulado no final da década de 50, o modelo de percolação concentra-se em descrever o meio poroso, que será visto neste trabalho como uma rede de canais aleatórios, por onde escoa um fluido determinístico. Se o número de canais for suficientemente grande, então eles estarão ligados e o meio se tornará permeável à passagem do fluido. Neste caso, dizemos que houve a percolação do fluido. Reformulando o modelo acima, podemos escrever um código particularmente adaptado para simulações em Galáxias, onde iremos supor que os canais formam um reticulado, e que cada sítio da rede representa um poro que será interpretado como uma região ativa de formação estelar. Para cada elo teremos um pequeno canal ligando dois sítios vizinhos, que poderá, após um tempo "t", induzir ou não a formação de uma região ativa no poro vizinho. Para simular a passagem desta região ativa através dos poros, diremos que um elo está aberto com probabilidade p e fechado com probabilidade 1-p. Dessa forma, passamos a imaginar configurações de elos abertos e fechados, onde cada configuração ocorre com uma certa probabilidade, dada por p|A|(1-p)|F|, onde |A| é o número de elos abertos e |F| o número de elos fechados da configuração. A expressão anterior só tem importância física se |A| e |F| forem ambos finitos, pois, caso contrário, a probabilidade de ocorrência de uma dada configuração será sempre nula. Neste trabalho, foram considerados dados cinemáticos publicados na literatura bem como aqueles obtidos pelos autores a partir de observações fotométricas realizadas no Observatório de Las Campanãs, em 1994, para a Galáxia Anelada Peculiar HRG 03401. Mostraremos que para certos valores de p, situados entre 0,5 e 0,6, os clusters assim formados irão simular, de maneira coerente, o referido objeto.

  19. Analisis de Alteraciones EN la Imagen Debidas a Descolimacion de un Telescopio

    NASA Astrophysics Data System (ADS)

    Cobos, F. J.; Galan, M. J.

    1987-05-01

    Podemos considerar, en términos generales, que los espejos de un telescopio tienen una calidad óptica intrínseca, entendiendo por ésta la que se ha obtenido como resultado, fundamentalmente, de la destreza del personal del Taller Optico, que considerará terminadas las superficies ópticas cuando éstas satisfagan los requisitos de diseño y las pruebas de evaluación pertinentes. Debemos esperar que, una vez instalados los espejos en el telescopio, no se altere esta calidad de la óptica por un funcionamiento inadecuado de partes mecánicas del mismo. En los últimos años, en la medida que los problemas de infraestructuratura de nuestros Observatorios se han ido resolviendo, se ha hecho más patente la necesidad de llevar a la instrumentación existente al máximo de su potencial y parte esencial de ésta la conforman los mismos te lescopios. Mejorar la calidad óptica de las imágenes obtenidas con ellos ha hecho que sea prioritario el realizar una investigación más sistemática de sus características. Este trabajo ha tenido como objetivo primordial el usar un programa de diseño óptico, en el caso particular del telescopio UNAM212, con el fin de calcular y obtener gráficamente los diagramas de manchas de imagenes en foco y extrafocales, tanto con la óptica perfectamente alineada como descolimándola (mediante pequenos giros y descentramientos de los espejos). De esta manera, se hizo una evaluación de los efectos que estas alteraciones simuladas producirían en las imágenes focales y extra focales para así poder compararlas con las que realmente se han observado. Asimismo, se ha buscado información bibliográfica, en particular sobre los efectos de giros y descentramientos en las imágenes extrafocales, en lo que se ref iere a la falta de concentricidad de los círculos que forman la "dona" y a la distribución de intensidad luminosa en la misma. De ésta, l futuro un proceso que, haciendo uso de los detectores bidimensionales, nos permita Ilevar a

  20. Use of IPA to demonstrate loss of forest interior birds from isolated woodlots

    USGS Publications Warehouse

    Robbins, C.S.; Boone, D.D.; Purroy, F.J.

    1983-01-01

    'Empleo de indices puntuales de abundancia (IPA) para demostrar la perdida de aves forestales en bosques aislados'. En Maryland, E.U., se seleccionaron bloques boscosos de diferente superficie, divididos en seis clase de tamano (2,8-6 ha, 7-14, 20-30, 34-80, 105-1300, mayores de 4000 ha). En estas ?islas' forestales fue programado un conjunto de muestreos puntuales con estas caracteristicas: 1) Cada punto se visito tres veces. 2) En cada visita se hicieron cuatro censos consecutivos de 5 minutos de duracion, empleando diferentes simbolos para machos cantores, adultos no cantores, aves en vuelo y aves inmaduras. 3) Los conteos se hicieron en tres epocas: final de Mayo, mitad de Junio y final de Junio. 4) Se dividio el tiempo de censo en tres priodos horarios: 5,15-6,30 ; 6,30-8; 8-9,30 hrs. 5) Los puntos se agruparon en co juntos de 4 a 9, considerando que un conjunto es el nlimero que un observador puede cubrir por manana. 6) La vegetacion fue descrita exhaustivamente en cuanto composicion y fisionomla. El principal objetivo que se busca consiste en conocer los requisitos areales de ciertas especies de bosque muy sensibles a la fragmentacion del habitat. Puede observarse (Figura 1) que una serie de migrantes de largo alcance se asientan en relacion con el aumento de la superficie del rodal arbo1ado, sabre todo en macizos de 4.000 o mas hectareas. Sin embargo, las especies sedentarias (Fig. 2) tienen pauta de presencia irregular en funcion del area, forestal, con tendencia a presentarse menos en los bosques mas extensos, Dryocopus pileatus, por excepcion, reacciona negativamente al pequeno tamano de la parcela arbolado, prefiriendo bosques grandes. Parecida respuesta da tambien Sitta carolinensis. Aunque se sabe poco de las exigencias areales de las aves forestales americanas, el metodo de los IPA resulta muy adecuado para esta clase de investigacion de tanto interes en gestion ambiental, posibilitando colectar gran cantidad de datos comparables en un periodo de

  1. Percepção Astronômica de Alunos do Ensino Médio da Rede Estadual de São Paulo

    NASA Astrophysics Data System (ADS)

    de Oliveira, E. F.; Voelzke, M. R.; Amaral, L. H.

    2005-08-01

    Embora a astronomia seja uma das ciências mais antigas da humanidade e muitos dos conceitos astronômicos serem populares, principalmente nesta época de alta globalização do conhecimento por intermédio de eficientes meios de comunicação e de obtenção da informação, notadamente através da internet, observa-se que uma parcela significativa dos estudantes encontra-se à margem dessas informações. O presente trabalho visa analisar o nível de conhecimento básico dos alunos de Ensino Médio da rede estadual da cidade de Suzano quanto aos fenômenos astronômicos que os rodeiam, tais como a sucessão dos dias e das estações do ano, além de questioná-los sobre fatos genéricos tais como: quais são os astros que se encontram mais próximos do planeta Terra, o que vem a ser o Sol, o Big Bang, um ano-luz, uma estrela cadente, a estrela de Bélem e o que ocasionou a extinção dos dinossauros. Para tanto foi elaborado um formulário constando de questões de múltipla escolha, o qual foi aplicado no primeiro colegial noturno da Escola Estadual Batista Renzi. Num espaço amostral de 34 alunos constatou-se que apenas 29,4% compreendiam a sucessão dos dias da semana, que apenas 20,6% explicaram corretamente as estações do ano, que apenas 20,6% tinham idéia de quais são os objetos celestes mais próximos da Terra, em contraposição 67,6% sabiam classificar corretamente o Sol como estrela, 55,9% relacionavam o Big Bang à origem do universo, apenas 20,6% identificavam um ano-luz como unidade de distância, 32,4% reconheciam uma estrela cadente como meteoro, 41,2% consideravam a estrela de Belém como um cometa e 50,0% explicaram corretamente a extinção dos dinossauros. A presente análise será expandida para as demais classes de primeiro colegial, não somente do período noturno, mas também do diurno da Escola Estadual Batista Renzi, bem como o formulário será devidamente ampliado. Já nesta primeira fase nota-se claramente o pequeno discernimento

  2. Percepção astronómica de um grupo de alunos do ensino médio de uma escola da rede estadual de São Paulo

    NASA Astrophysics Data System (ADS)

    de Oliveria, E. F.; Voelzke, M. R.

    2009-03-01

    Sendo a Astronomia uma das cièncias mais antigas da humanidade, e considerando sua importáncia histórica e cultural, é de extrema releváncia que tópicos relacionados a ela sejam tratados nas escolas. Embora os Parámetros Curriculares Nacionais do Ensino Médio (PCN-EM) e as Orientaçiacute;es Complementares aos Parámetros (PCN+) apontem a importáncia de uma abordagem significativa de conceitos relacionados à Astronomia nas aulas de Física, muitos estudantes terminam o Ensino Médio (EM) sem compreender a razão de certos acontecimentos de origem celeste, ainda que estes façam parte de seu cotidiano e sejam alvos da curiosidade natural dos jovens. Da observação dessa curiosidade em alunos de uma escola pública paulista, na cidade de Suzano, surgiu o interesse em investigar os conhecimentos básicos em Astronomia dos alunos do Ensino Médio desta escola, constituindo-se este como principal objetivo desta pesquisa. Para tanto foi elaborado um questionário de múltipla escolha aplicado inicialmente a 34 alunos do primeiro ano e, posteriormente, a mais 310, distribuídos entre as très séries do Ensino Médio dos períodos matutino e noturno. Dessa forma, observou-se que 73,9% dos estudantes identificaram o Sol como sendo uma estrela, 67,1% mostraram compreender a sucessão entre dia e noite e 52,3% relacionaram o Big Bang à origem do Universo. Em contrapartida, apenas 34,5% relacionaram as estaçíes do ano à inclinação do eixo de rotação da Terra, 21,3% indicaram a influència gravitacional simultánea da Lua e do Sol como responsável pelo fenòmeno das marés, 24,5% indicaram corretamente quais são os objetos celestes mais próximos da Terra, 36,1% identificaram ano-luz como uma medida de distáncia e 34,2% reconheceram as estrelas cadentes como meteoros, evidenciando-se assim o pequeno discernimento dos estudantes quanto aos fenòmenos e termos astronòmicos do cotidiano. Além disso, foram comparadas as respostas de alun! os de diferentes s

  3. Evolução rotacional de corpos reacumulados

    NASA Astrophysics Data System (ADS)

    Penteado, P.; Lazzaro, D.; Roig, F.; Duffard, R.; Kodama, T.

    2003-08-01

    Asteróides reacumulados (rubble-piles) são corpos formados por um conjunto de fragmentos agregados primariamente pela sua gravidade. A importância do estudo de corpos reacumulados para a compreensão da evolução do Cinturão de Asteróides tem sido bastante evidenciada, não apenas pela constatação de que estes devem corresponder a uma grande parcela da população de asteróides, mas também por recentes estudos da estrutura e evolução colisional deste tipo de asteróide. A evolução rotacional de corpos reacumulados e a formação de famílias têm sido estudadas pelo nosso grupo, com base no modelo de elipsóides interagentes. Este modelo foi desenvolvido recentemente pelo grupo, e baseia-se na integração numérica das equações de movimento para translação e rotação de corpos formados por um conjunto de elipsóides que interagem entre si pela sua gravidade, força de contato e dissipação de energia por atrito. Considerar a rotação de cada fragmento é a principal diferenciação do nosso modelo em relação aos que têm sido desenvolvidos recentemente. Apresentamos aqui os resultados obtidos para a evolução da rotação de populações de corpos reacumulados. Estes foram submetidos a séries de colisões com projéteis de altas velocidades (5Km/s, típicas do Cinturão atual), distribuídos em uma lei de potências de tamanhos. Estes resultados são comparados com os de Harris (1979), um dos poucos trabalhos analíticos existentes para evolução rotacional de asteróides. O principal resultado obtido por Harris foi a distribuição final de velocidades de rotação como uma lei de potências para corpos pequenos, passando de forma bem definida para rotação constante para os grandes. Nas nossas simulações observamos que as distribuições de velocidades de rotação resultantes tendem a leis de potência, com a inclinação evoluindo no decorrer de colisões subsequentes.

  4. Estudo em microondas do aprisionamento e precipitação de elétrons em explosões solares

    NASA Astrophysics Data System (ADS)

    Rosal, A. C.; Costa, J. E. R.

    2003-08-01

    Uma explosão solar é uma variação rápida e intensa do brilho que ocorre nas chamadas regiões ativas da atmosfera, constituídas por um plasma magnetizado com intensa indução magnética. Os modelos de explosões solares atuais, discutidos na literatura, apresentam características de aprisionamento e precipitação de elétrons em ambientes magnéticos simplificados. Neste trabalho, nos propusemos a separar a emissão dos elétrons aprisionados da emissão dos elétrons em precipitação apenas a partir da emissão em microondas, melhorando portanto o controle sobre o conjunto de parâmetros inferidos. A emissão em microondas da população em precipitação é bastante fraca e portanto da nossa base de dados de 130 explosões observadas pelo Rádio Polarímetro de Nobeyama, em sete freqüências, apenas para 32 foi possível separar as duas componentes de emissão com uma boa razão sinal/ruído. A partir de estudos das escalas de tempo das emissões devidas à variação gradual da emissão no aprisionamento e da variação rápida da emissão dos elétrons em precipitação foi possível obter a separação utilizando um filtro temporal nas emissões resultantes. Em nossa análise destas explosões estudamos os espectros girossincrotrônicos da emissão gradual, a qual associamos provir do topo dos arcos magnéticos e da emissão de variação rápida associada aos elétrons em precipitação. Estes espectros foram calculados e dos quais inferimos que a indução magnética efetiva do topo e dos pés foi em média, Btopo = 236 G e Bpés = 577 G, inferidas das freqüências de pico dos espectros em ntopo = 11,8 GHz e npés = 14,6 GHz com leve anisotropia (pequeno alargamento espectral). O índice espectral da distribuição não-térmica de elétrons d, inferido do índice espectral de fótons da emissão em regime opticamente fino, foi de dtopo = 3,3 e dpés = 3,9. Estes parâmetros são típicos da maioria das análises realizadas em ambiente único de

  5. Fotometria diferencial de estrelas T Tauri

    NASA Astrophysics Data System (ADS)

    Pereira, P. C. R.; Santos-Júnior, J. M.; Cruz, W. S.

    2003-08-01

    Neste trabalho apresentamos os resultados preliminares de um monitoramento de estrelas jovens, que pretende ser de longa duração. As estrelas estão em sua maioria localizadas no complexo Lupus-Scorpius. Nosso objetivo principal é o estudo da variabilidade em escalas de tempo de minutos até vários dias para estrelas cujos períodos não estão determinados ou apresentam discrepâncias entre diferentes publicações. A técnica utilizada foi a fotometria diferencial, com exposições de 60s e 90s, com as câmaras CCD SBIG ST7E e ST8E acopladas aos telescópios Schmidt-Cassegrain LX200 (10 e 12 polegadas), instalados na Fundação Planetário da Cidade do Rio de Janeiro. Os primeiros resultados indicam que a técnica é bastante sólida com relação à instabilidade na transparência do céu, mesmo com o uso de telescópios de pequeno porte. Objetos de magnitude 14, no telescópio de 10 polegadas, apresentam dispersões na diferença de magnitudes das comparações, em torno de 0,008mag nas exposições de 60s. Note-se, ainda, que a dispersão pode ser melhorada utilizando-se a técnica de soma de imagens. Destacamos AK Sco, GW Lup, GQ Lup e TW Hya. AK Sco é uma binária que, apesar de ter a sua órbita e período cobertos espectroscopicamente (13,6dias), nunca teve seus eclipses estudados por meio de fotometria. GW Lup não tem período determinado na literatura. Temos acompanhado este objeto há alguns anos, e sugestões de períodos entre 5 e 6 dias têm sido encontradas. O objeto que mereceu maior atenção foi TW Hya por apresentar vários trabalhos fotométricos e espectroscópicos com resultados discrepantes quanto ao período rotacional, que varia de 1,8 a 4,4 dias (Rucinsky & Krautter 1983, A&A 121, 217; Herbst & Koret 1988, AJ 96, 1949; Mekkaden 1988, A&A 340, 135; Batalha et al. 2002, ApJ 580, 343). Dedicamos 13 noites para essa estrela, totalizando cerca de 2.000 pontos na curva de luz. Nossos dados indicam a presença de uma modulação com dois

  6. The Danger from the Outer Space. (Breton Title: O Perigo que Vem do Espaço.) El Peligro que Viene del Espacio

    NASA Astrophysics Data System (ADS)

    Bedaque, Paulo

    2005-12-01

    Among the several risks to which the terrestrial life is subject, there is a remote possibility of collision with minor astronomical bodies such as comets and asteroids, which can potentially cause consequences ranging from minor damages to large cataclysms with reflections for the whole Earth. The frequency of the collisions is smaller whenever the external bodies are bigger and more massive. It is possible to conduct simulations taking into account these factors and the velocities and angles of the collisions to estimate their probabilities, the consequences for our planet and the frequency of such events. The results of the simulations are presented graphically to facilitate the final analysis. Finally, we point out that there are several research centers in the world working in the surveillance of the sky to identify possible "aggressive" bodies and evaluate the actual risks for the planet.

    Entre os muitos riscos que corre o ambiente terrestre, existe a possibilidade, ainda que remota, de choques com pequenos corpos celestes como cometas, asteróides e meteoróides que podem provocar desde pequenas colisões sem grandes conseqüências até cataclismos de enormes dimensões, com reflexos para toda a vida existente na Terra. A taxa das colisões, como era de se esperar, é tanto maior quanto menores forem as dimensões e a massa do corpo externo. É possível fazer simulações levando-se em conta o diâmetro médio do objeto celeste, sua densidade, a velocidade e o ângulo de colisão para estimar as conseqüências que trariam tais colisões. É possível também estimar ampère probabilidades dos choques e avaliar os reais riscos que nosso planeta corre e com que periodicidade podemos esperá-los. Os resultados dessas simulações aparecem em gráficos de modo a facilitar a analise final. Por fim, lembramos que existem centros de pesquisa em várias partes do mundo trabalhando no patrulhamento do céu na busca de

  7. The Understanding of Astronomy Concepts by Students from Basic Education of a Public School. (Spanish Title: El Entendimiento de Conceptos de Aastronmía Por Los Alumnos de Educación Básica en Una Escuela Pública.) O Entendimento de Conceitos de Astronomia Por Alunos da Educação Básica: O Caso de Uma Escola Pública Brasileira

    NASA Astrophysics Data System (ADS)

    Iria Machado, Daniel; dos Santos, Carlos

    2011-07-01

    movimiento de la Luna, el movimiento aparente del Sol sobre la esfera celeste, los eclipses, las dimensiones y las distancias en el Universo, el brillo de las estrellas y su observación de la Tierra. Si bien ha habido un pequeño progreso en la proporción de respuestas aceptables científicamente cuando se cotejó el octavo grado de la enseñanza primaria con el quinto, y el último año de la enseñanza secundaria con el primero, se observó un predominio de las concepciones alternativas en relación a la mayoría de los temas explorados, que continuó hasta los últimos años de la educación básica. Una comparación con los datos encontrados en investigaciones realizadas en otros contextos socioculturales revelaron, en muchos aspectos, conceptos y dificultades similares expresadas por los estudiantes. Apresentam-se os resultados de uma investigação sobre a compreensão de conceitos astronômicos básicos, da qual participaram 561 estudantes da quinta série do Ensino Fundamental ao terceiro ano do Ensino Médio de uma escola pública da cidade de Foz do Iguaçu. Um teste com 20 questões de múltipla escolha foi aplicado para identificar as concepções mais comuns expressadas pelos alunos. Esse instrumento de coleta de dados foi elaborado com base na literatura sobre concepções alternativas e abordou os seguintes temas: o ciclo dia-noite; os fusos horários; as estações do ano; as fases da Lua; o movimento da Lua; o movimento aparente do Sol na esfera celeste; os eclipses; as dimensões e distâncias no Universo; o brilho das estrelas e sua observação da Terra. Embora se tenha verificado um pequeno progresso na proporção de respostas cientificamente aceitáveis ao se cotejar a oitava série do Ensino Fundamental com a quinta, e a terceira série do Ensino Médio com a primeira, houve o predomínio de concepções alternativas em relação à maior parte dos temas explorados, as quais persistiram até o último ano da Educação Básica. A comparação com

  8. The Understanding of Astronomy Concepts by Students from Basic Education of a Public School. (Spanish Title: El Entendimiento de Conceptos de Aastronmía Por Los Alumnos de Educación Básica en Una Escuela Pública.) O Entendimento de Conceitos de Astronomia Por Alunos da Educação Básica: O Caso de Uma Escola Pública Brasileira

    NASA Astrophysics Data System (ADS)

    Iria Machado, Daniel; dos Santos, Carlos

    2011-07-01

    movimiento de la Luna, el movimiento aparente del Sol sobre la esfera celeste, los eclipses, las dimensiones y las distancias en el Universo, el brillo de las estrellas y su observación de la Tierra. Si bien ha habido un pequeño progreso en la proporción de respuestas aceptables científicamente cuando se cotejó el octavo grado de la enseñanza primaria con el quinto, y el último año de la enseñanza secundaria con el primero, se observó un predominio de las concepciones alternativas en relación a la mayoría de los temas explorados, que continuó hasta los últimos años de la educación básica. Una comparación con los datos encontrados en investigaciones realizadas en otros contextos socioculturales revelaron, en muchos aspectos, conceptos y dificultades similares expresadas por los estudiantes. Apresentam-se os resultados de uma investigação sobre a compreensão de conceitos astronômicos básicos, da qual participaram 561 estudantes da quinta série do Ensino Fundamental ao terceiro ano do Ensino Médio de uma escola pública da cidade de Foz do Iguaçu. Um teste com 20 questões de múltipla escolha foi aplicado para identificar as concepções mais comuns expressadas pelos alunos. Esse instrumento de coleta de dados foi elaborado com base na literatura sobre concepções alternativas e abordou os seguintes temas: o ciclo dia-noite; os fusos horários; as estações do ano; as fases da Lua; o movimento da Lua; o movimento aparente do Sol na esfera celeste; os eclipses; as dimensões e distâncias no Universo; o brilho das estrelas e sua observação da Terra. Embora se tenha verificado um pequeno progresso na proporção de respostas cientificamente aceitáveis ao se cotejar a oitava série do Ensino Fundamental com a quinta, e a terceira série do Ensino Médio com a primeira, houve o predomínio de concepções alternativas em relação à maior parte dos temas explorados, as quais persistiram até o último ano da Educação Básica. A comparação com

  9. Astronomical Perception of the Secondary School's Students in São Paulo's State School in Suzano City. (Spanish Title: Percepción Astronómica de Alumnos de la Enseñanza Media de la Red Estatal de San Pablo en la Ciudad de Suzano.) Percepção Astronômica de um Grupo de Alunos do Ensino Médio da Rede Estadual de São Paulo da Cidade de Suzano

    NASA Astrophysics Data System (ADS)

    França de Oliveira, Edilene; Voelzke, Marcos Rincon; Amaral, Luis Henrique

    2007-12-01

    año y 20,6% tenían la idea de cuales son los objetos celestes más cercanos de la Tierra. En contraposición, 67,6% clasificaron correctamente el Sol como una estrella; 55,9% relacionaron el Big Bang al origen del Universo; solamente 20,6% identificaron un año-luz como unidad de distancia y 32,4% reconocieron una estrella fugaz como meteoro. El presente análisis fue expandido para otros grupos de la Enseñanza Media, no solamente del período nocturno, sino también diurno de la misma escuela. En esta primera fase se nota el pequeño conocimiento de los alumnos sobre eventos astronómicos y principalmente la gran confusión sobre el significado correcto de los términos astronómicos populares. Embora a Astronomia seja uma das ciências mais antigas da humanidade e muitos dos conceitos astronômicos serem populares, observa-se que uma parcela significativa dos estudantes encontra-se à margem dessas informações. O presente trabalho visa analisar o nível de conhecimento básico dos alunos do Ensino Médio da Rede Estadual da cidade de Suzano quanto aos fenômenos astronômicos que os rodeiam. Para tanto foi elaborado um formulário constando de questões de múltipla escolha, aplicado no primeiro ano noturno da Escola Estadual Batista Renzi. Num espaço amostral de 34 alunos constatou-se que apenas 29,4% compreendiam a sucessão dos dias; 20,6% explicaram corretamente as estações do ano e 20,6% tinham idéia de quais são os objetos celestes mais próximos da Terra. Em contraposição, 67,6% classificaram corretamente o Sol como estrela; 55,9% relacionaram o Big Bang à origem do Universo; apenas 20,6% identificaram um ano-luz como unidade de distância e 32,4% reconheceram uma estrela cadente como meteoro. A presente análise foi expandida para mais 310 alunos de outras classes de Ensino Médio, não somente do período noturno, mas também diurno da mesma escola. Nesta primeira fase nota-se o pequeno discernimento dos alunos sobre eventos astronômicos e